O que é níquel e cobalto?

5 Answers

  • NÍQUEL

    Fabricação de moeda em vários países

    Nome do elemento:

    Níquel

    Símbolo Químico: Ni

    Número Atômico: 28

    Peso Atômico: 58,6934

    Grupo da Tabela: 10

    Configuração Eletrônica: [Ar].3d8.4s2

    Classificação: Metal de Transição

    Estado Físico: Sólido

    Origem do nome: Do alemão “kupfernickel” que significa cobre diabólico.

    Introdução: Níquel é um metal branco prateado, levemente duro, maleável, resistente a corrosão. O níquel é um metal de transição e pertence ao grupo 10 da tabela periódica.

    Em 1751, O níquel foi descoberto por Axel Frederic Cronstedt, na Suécia. Alguns anos depois, em 1775, Torbern Olaf Bergman escreveu experiências sobre o níquel. Ele mencionou alguns problemas na retirada do arsênio do metal bruto e obteve sais puro de níquel, demonstrando que o níquel era um metal distinto.

    O níquel é encontrado como um constituinte na maioria dos meteoritos e muitas vezes serve como critério para distinguir um meteorito de outros minerais.

    Meteoritos de ferro, ou sideritos, podem conter ferro ligado com cerca de 5% à 20% de níquel.

    Densidade do sólido: 8,908 (g/cm3)

    Ponto de Fusão: 1728,0 K

    Ponto de Ebulição: 3186,0 K

    Onde encontrar: O níquel é encontrado como um constituinte na maioria dos meteoritos e muitas vezes serve como critério para distinguir um meteorito de outros minerais.

    Utilização:

    – Aços de resistência mecânica, ligas contendo: níquel/cobre, níquel/molibdênio, níquel/cromo/molibdênio/vanádio e níquel/cromo/molibdênio;

    – Ligas elétricas – ferro/níquel (circuitos magnéticos);

    – Fabricação de moedas em vários países;

    – Fabricação de material bélico;

    – Finamente dividido é usado como catalizador para a hidrogenação de óleos vegetais;

    – Produção de aço inoxidável, juntamente com o cromo;

    – Baterias (níquel-cádmio);

    – Ligas anti-corrosivas e refratárias.

    Cobalto – Co

    Metal de transição externa

    Dados básicos / Elementos adjacentes |

    História da descoberta |

    Disponibilidade |

    Produção | Propriedades |

    Compostos e/ou reações |

    Aplicações | Isótopos |

    Dados básicos / Elementos adjacentes

    ↑Topo • Fim↓

    Número atômico 27

    Peso atômico 58,9332

    Elétrons [Ar]4s23d7

    · · · · · · · · · · · ·

    Ferro Cobalto Níquel

    Rutênio Ródio Paládio

    História

    ↑Topo • Fim↓

    Do alemão kobalt (duende das lendas germânicas. Mineiros da época imaginavam que havia algum mineral inútil que poluía o ambiente e contaminava outros elementos. Na realidade, o problema era provocado por arsênio e enxofre). Compostos de cobalto são usados há longo tempo para dar cor azul a vidros. Isolado pela primeira vez pelo químico sueco Georg Brandt em 1735.

    Disponibilidade

    ↑Topo • Fim↓

    Ocorre em minerais como a cobaltita (sulfoarsenieto de cobalto, CoAsS) e, mais freqüentemente, está associado a minérios de níquel, prata, chumbo, cobre e ferro, dos quais é obtido como subproduto. Sua presença também é detectada em meteoritos.

    Produção

    ↑Topo • Fim↓

    Ver tópico anterior.

    Propriedades

    ↑Topo • Fim↓

    É um metal duro, quebradiço, com aparência próxima do ferro. Tende a ser uma mistura de dois alótropos (sistemas cristalinos diferentes) e, por isso, suas propriedades físicas variam consideravelmente. A forma beta, de estrutura hexagonal, predomina abaixo de aproximadamente 417ºC. Acima dessa temperatura e até o ponto de fusão, predomina a variedade alfa, de estrutura cúbica. É diamagnético e a sua permeabilidade magnética é cerca de 2/3 da do ferro e 5 vezes a do níquel.

    Grandeza Valor Unidade

    Massa específica do sólido 8900 kg/m3

    Ponto de fusão 1495 °C

    Calor de fusão 16,2 kJ/mol

    Ponto de ebulição 2927 °C

    Calor de vaporização 375 kJ/mol

    Eletronegatividade 1,88 Pauling

    Estados de oxidação +3 +2 0 -1 –

    Resistividade elétrica 6 10-8 Ω m

    Condutividade térmica 100 W/(m°C)

    Calor específico 420 J/(kg°C)

    Coeficiente de expansão térmica 1,3 10-5 (1/°C)

    Coeficiente de Poisson 0,31 –

    Módulo de elasticidade 209 GPa

    Velocidade do som 4720 m/s

    Estrutura cristalina hexagonal –

    Compostos de cobalto devem ser manuseados com cautela porque apresentam alguma toxidade. Há risco de chama no metal pulverizado.

    Compostos e/ou reações – alguns exemplos

    ↑Topo • Fim↓

    Reação com oxigênio 3Co + 2O2 → Co3O4 | 2Co + O2 → 2CoO.

    Reação com halogênios Co + Cl2 → CoCl2 | Co + Br2 → CoBr2 | Co + I2 → CoI2.

    Reação com ácido Co + H2SO4 → Co++ + SO4– + H2.

    Aplicações – alguns exemplos

    ↑Topo • Fim↓

    • Catalisador para refino de petróleo e alguns processos químicos.

    • Com níquel, alumínio, manganês e silício, forma uma liga de nome comercial Alnico, que é usada em ímãs permanentes de elevado fluxo magnético. Com cromo e tungstênio, forma a liga comercialmente chamada Stellite, usada em ferramentas de corte para altas velocidades e temperaturas e também em matrizes para produção de peças metálicas.

    • Eletrodos de baterias.

    • Ligas para aplicações magnéticas e especiais, como turbinas aeronáuticas e a gás.

    • Metal para eletrodeposição em razão da dureza, aparência e resistência à oxidação.

    • O isótopo artificial 60Co é uma fonte de raios gama amplamente usada na radiografia de metais e em radioterapia. Também para destruir bactérias em frutas e vegetais.

    • Sais são usados para dar cor azul a porcelanas, vidros, esmaltes. A solução do cloreto é usada como tinta.

    • Sulfatos, cloretos, acetatos e nitratos podem ser úteis para corrigir algumas deficiências minerais em animais.

    Isótopos

    ↑Topo • Fim↓

    A coluna % natural indica o teor encontrado no elemento natural. Valor nulo indica produção artificial. Símbolos para tempos de meia vida: s (segundo), m (minuto), h (hora), d (dia), a (ano). A tabela acima contém os principais isótopos do elemento. Não são necessariamente todos.

    Simb % natural Massa Meia vida Decaimento

    55Co 0 54,9420 17,53 h CE P/ 55Fe

    56Co 0 55,9398 77,3 d CE P/ 56Fe

    57Co 0 56,9363 271,8 d CE P/ 57Fe

    58Co 0 57,9358 70,88 d CE P/ 58Fe

    59Co 100 58,9332 Estável –

    60Co 0 59,9338 5,271 a β- p/ 60Ni

    61Co 0 60,9325 1,650 h β- p/ 61Ni

    62Co 0 61,9340 13,9 m β- p/ 62Ni

  • Níquel

    O níquel é um elemento químico de símbolo Ni de número atômico 28 ( 28 prótons e 28 elétrons ) e de massa atómica 58,7 uma. À temperatura ambiente, o níquel encontra-se no estado sólido. É um elemento de transição situado no grupo 10 ( 8 B ) da Classificação Periódica dos Elementos.

    O uso do níquel remonta aproximadamente ao século IV A.C geralmente junto com o cobre. Aproximadamente 65% do níquel consumido é empregado na fabricação de aço inoxidável

    O niquel foi isolado por Axel Frederik Cronstedt em 1751 tentando extrair o cobre da niquelina.

    O Níquel é usado na bateria do celular.

    Cobalto

    O cobalto (do alemão Kobold, duende, demônio das minas) é um elemento químico , símbolo Co, número atômico 27 (27 prótons e 27 elétrons) e massa atómica 59 uma, encontrado em temperatura ambiente no estado sólido.

    É um metal de transição situado no grupo 9 (8B) da Classificação Periódica dos Elementos. É utilizado para a produção de superligas usadas em turbinas de gás de aviões, ligas resistentes a corrosão, aços rápidos, carbetos e ferramentas de diamante. O Co-60, radioisótopo é usado como fonte de radiação gama em radioterapia, esterilização de alimentos ( pasteurização).

  • Parabens tuti….

  • sao 2 elementos quimicos ou seja, metais

  • Dois elementos químicos.

Deixe um comentário